Em dia típico de calor carioca, o público não se intimidou e compareceu em grande número à quadra do Império da Tijuca que recebeu em sua última edição do Fim de Tarde Imperial no último domingo (3) a campeã do Carnaval 2017 – Portela.

A grande anfitriã abriu os trabalhos ao entardecer sob o comando do intérprete Daniel Silva e da bateria Sinfonia Imperial. Se apresentaram também passistas, baianas e os casais de mestre-sala e porta-bandeira, além da rainha de bateria Laynara Teles. Tudo isso ao som de sambas antológicos da escola e do hino oficial para o próximo Carnaval, quando a escola apresentará o enredo “Olubajé: Um Banquete para o Rei”, dos carnavalescos Jorge Caribé e Sandro Gomes.

A apresentação da agremiação convidada foi embalada pela bateria Tabajara do Samba. Mestre Nilo Sérgio, comandante da bateria da azul e branco e Oswaldo Cruz e Madureira recebeu da direção da Sinfonia Imperial o convite para apresentar a bateria da Verde e Branca da Formiga no desfile oficial na Marquês de Sapucaí, que foi prontamente aceito.

A Portela levou para a quadra do Império da Tijuca seu show com casal de mestre-sala e porta-bandeira, o samba no pé do time de passistas coordenados por Nilce Fran e Valci Pelé e encerrou sua apresentação com o samba-enredo que a escola cantará na Avenida para tentar conquistar o 23º campeonato de sua história cujo enredo é “De repente de lá pra cá e dirrepente daqui pra lá”.

A Império da Tijuca encerra o Fim de Tarde Imperial e a partir do próximo domingo retoma os ensaios de rua. Dia 10 de dezembro a escola se concentra a partir das 17 horas na Avenida Maracanã com Rua Garibaldi na Tijuca para realizar seu treino.

Em 2018, a agremiação será a segunda escola a desfilar na sexta-feira de Carnaval, dia 9 de fevereiro pela Série A do carnaval carioca.

- Anúncio -